Maricultura Catarinense: o nascimento de uma economia solidária

Letícia Barbosa

Resumen


Famílias produtoras de moluscos no litoral de Santa Catarina que buscam produzir de forma a não agredir o meio ambiente costeiro e que trabalham a décadas na formação de um sistema comercial solidário por meio de um complexo de cooperativas de processamento e comercialização. A formação de associações de maricultores em cada localidade foi um dos primeiros passos para a articulação solidária em âmbito estadual. Com a Federação formada, já é possível um dialogo institucional de produtores com instâncias do governo e empresariado. Ao mesmo tempo, as grandes dificuldades persistem ao longo do processo de desenvolvimento até os dias de hoje como dificuldades de obtenção de crédito, falta de estrutura física e legal para a comercialização em mercados maiores e também a pressão do mercado por meio dos intermediários ao oferecerem preços baixíssimos pelo produto. Um cooperativismo autogestionário, que tem como premissa o desenvolvimento econômico com justiça social, a responsabilidade ambiental e a igualdade de direitos, seja nas questões de gênero, geração e raça, tomando, assim, o desenvolvimento sustentável e solidário como referência para seu projeto.

Texto completo: PDF (Português (Brasil))



Av. Unisinos, 950 - B. Cristo Rei / CEP 93.022-000 - São Leopoldo (RS) Central de Relacionamento Unisinos: +55 (51) 3591 1122

Licença Creative Commons

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License. Melhor visualizado no Mozilla Firefox