“Levantamiento bajo Cárdenas”: novas abordagens em torno do conflito antijesuítico no cabildo de Assunção em 1649

Fernando Victor Aguiar Ribeiro

Resumo


A proposta desse artigo é discutir o levante do bispo Bernardino de Cárdenas ocorrido em Assunção em 1649. A historiografia paraguaia trata o evento como Revolução Comunera e apresenta-o como precursor dos movimentos emancipatórios do Paraguai. O debate em torno do episódio concentra-se em duas posições, uma que envolve o destaque à figura de Cárdenas como liderança heroica e outra o protagonismo popular durante a revolta. Propomos, diante desse contexto, compreender melhor o panorama econômico e social da província do Paraguai em meados do século XVII. Com isso, observamos que o levante de 1649 não foi motivado por questões econômicas em torno do acesso à mão de obra indígena através das encomiendas, mas por uma percepção de pobreza por parte dos vecinos de Assunção que foi gestada como um sentimento antijesuítico. A partir desse sentimento, que o bispo Cárdenas soube catalisar, estoura a revolta que teve como ponto central a expulsão dos padres da Companhia de Jesus do Paraguai no mesmo ano.

Palavras-chave: Revolução Comunera, Bernardino de Cárdenas, antijesuitismo, Paraguai.


Texto completo: PDF



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


SCImago Journal & Country Rank