Antiguidade é posto: a Aldeia de Imbuí, conflitos e memórias (séculos XIX e XXI)

Márcia Maria Menendes Motta

Resumo


As querelas sobre as áreas em tese pertencentes à União na região conhecida como Praia do Forte de Imbuí, Jurujuba, Rio de Janeiro, é o objeto deste artigo. Nele, pretendemos discutir os encaminhamentos da justiça sobre a área considerada de segurança nacional, além de analisar a produção das “verdades” sobre a região e os fios das memórias que legitimam a ocupação dos antigos habitantes da região, hoje em acelerado processo de expulsão. Para tanto, o texto revisita os embates sobre a área e apresenta os principais elementos que justificaram a inscrição da Aldeia no âmbito da denominação de comunidade tradicional, constituída no século XIX.

Palavras-chave: Aldeia de Imbuí, história e memória, conflito de terra, comunidade tradicional.


Texto completo: PDF



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


SCImago Journal & Country Rank