“Una página de historia eterna”: a nação narrada pela Comisión Nacional de Museos y de Monumentos y Lugares Históricos

Maíne Barbosa Lopes

Resumo


O artigo analisa como a história da nação argentina foi narrada pela Comisión Nacional de Museos y de Monumentos y Lugares Históricos (1938-1943). Além de defender e conservar o patrimônio histórico e artístico do país, a instituição (criada em 1938) também realizou diversas atividades voltadas para a divulgação da história nacional, como a colocação de placas comemorativas em lugares históricos, a distribuição de cartões com imagens de monumentos e a criação de museus. Com base nos discursos pronunciados durante essas atividades, verificamos que determinados fatos e personagens do passado foram privilegiados pelos membros da Comisión, especialmente aqueles relacionados com a independência do país e com a consolidação da república argentina. A narrativa apresentada pela instituição, assim, parece ter atendido às necessidades de construção da nação, representando-a em suas vitórias e unidade.

Palavras-chave: nação, Argentina, história, narrativas, historiografia.


Texto completo: PDF



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo