Ciência e educação na Escuela Nacional Preparatoria (México, 1867)

Maria Rachel Fróes da Fonseca

Resumo


Neste artigo, analisamos a criação da Escuela Nacional Preparatoria, fundada em 1867 no México, e dirigida pelo médico Gabino Barreda, instituição esta que se destacou como instrumento de construção nacional, e de emancipação científica e política. A perspectiva de análise insere-se num redimensionamento da história das instituições, ampliando o significado conferido a esses espaços, inserindo-os no processo de institucionalização das ciências, o qual contempla a dinâmica de diversos elementos, das próprias instituições científicas, da comunidade científica, dos grupos sociais e dos interesses do Estado. O estudo da Escuela Nacional Preparatoria integra os resultados preliminares de um projeto que busca analisar o processo de institucionalização das ciências, principalmente das ciências biológicas e naturais, no México e no Brasil, no contexto de consolidação e modernização do Estado Nacional, no período de 1860 a 1900, tendo como base a análise do processo de criação e consolidação de instituições de ensino.

Palavras-chave: história das ciências-América Latina, instituições-México, educação- México, América Latina-Estado Nacional.


Texto completo: PDF



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


SCImago Journal & Country Rank