Frei Boaventura Kloppenburg e a história da Igreja Católica no Brasil: aspectos de uma biografia

Solange Ramos Andrade

Resumo


Filho de imigrantes alemães que chegaram ao Brasil em 1924, Frei Boaventura Kloppenburg (1919-2009) pode ser considerado um dos maiores representantes do pensamento católico no Brasil dos anos 1950 e 1960. Este artigo analisa sua trajetória a partir de sua atuação na Revista Eclesiástica Brasileira durante o período de 1952 a 1971. Esta atuação será abordada sob três aspectos: seu trabalho de Redator (1953-1971), seus artigos sobre o espiritismo, a maçonaria e as religiões de matriz africana (1952-1968) e seu papel de divulgador e de analista das disposições do Concílio Vaticano II (1962-1965). Sua biografia pode ser relacionada com o momento histórico em que a Igreja Católica no Brasil enfrentava a concorrência de várias denominações religiosas, além da necessidade de adequação às disposições conciliares.

Palavras-chave: biografia, religiões, periódico, História das Ideias.


Texto completo: PDF



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo