Espaço-tempo e agentes nas cosmologias e histórias ameríndias dos Andes Centrais

Eduardo Natalino Santos

Resumo


O principal objetivo deste artigo é evidenciar e comparar as concepções de espaço-tempo e de agentes presentes nas cosmologias e histórias escritas por indígenas dos Andes Centrais no início do período colonial. A intenção é perceber quais e como conceitos oriundos das tradições ameríndias e cristãs de pensamento se fizeram presentes nesses escritos e de que modo foram apropriados, ressignificados ou articulados entre si, além de considerar a presença de conceitos novos, inventados nesse período histórico. Para realizar esse objetivo, iremos analisar três textos produzidos entre 1580 e 1615, que estão entre as fontes mais analisadas pelas pesquisas que se dedicam ao tema das cosmologias e histórias andinas pré-hispânicas e coloniais: a Relación de antiguedades deste reyno del Pirú, de Joan de Santa Cruz Pachacuti Yamqui Salcamaygua, a Nueva corónica y buen gobierno, de Felipe Guamán Poma de Ayala, e o Manuscrito de Huarochirí, de autoria controversa.

Texto completo: PDF



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo