A construção do “Brasil Potência”: a propaganda de estímulo a migração para o Norte do Brasil – um estudo a partir do caso de Rondônia (1968 – 1981)

Gilmara Yoshihara Franco

Resumo


A ascensão dos militares ao poder em 1964 era, na perspectiva de uma parcela expressiva da sociedade brasileira, uma resposta contundente ao ambiente de instabilidade política, econômica e social que “ameaçava” levar o país ao “caos” durante o governo de João Goulart. Enquanto esteve à frente do governo, a ditadura civil-militar desenvolveu e implementou um conjunto de ações e projetos com vistas a expansão da fronteira agrícola e à ocupação de áreas situadas no Norte do Brasil. A intenção era tornar a Amazônia, em particular Rondônia, parte do sistema produtivo nacional. Tais medidas, veiculadas cotidianamente pelos mais diversos meios de comunicação, levaram milhares de pessoas a migrarem para a região. Na esteira desse processo, o presente texto toma o jornal O Globo e a Revista Veja como fontes de investigação, objetivando compreender como o ideário de progresso se apresenta vinculado ao processo de expansão da fronteira agrícola e como este discurso contribuiu para compor a narrativa daquilo que a ditadura-civil militar passou a chamar de “Brasil Potência”.

Texto completo: PDF



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo