“Um corpo, ainda que particular”: irmandades leigas e Ordens Terceiras no Rio Grande do Sul colonial

Fábio Kühn

Resumo


Neste artigo, analisamos algumas das mais importantes associações religiosas do Rio Grande do Sul colonial, representativas da vivência religiosa leiga do período. Algumas eram compostas pelas elites locais (Santíssimo Sacramento e Ordem Terceira de São Francisco) e outras não tinham uma exclusividade rígida (Nossa Senhora do Rosário), pois, além dos irmãos brancos, acolhiam também os “homens de cor”, fossem eles escravos ou libertos. O foco da análise se concentrou nas freguesias de Viamão, Porto Alegre e Rio Pardo, todas fundadas no século XVIII.

Palavras-chave: irmandades leigas, ordens terceiras, Rio Grande do Sul colonial.

Texto completo: PDF



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo