Grãos de pólen e esporos do Vale do Rio Caí, nordeste do Rio Grande do Sul, Brasil: descrições morfológicas e implicações paleoecológicas

Andreia Cardoso Pacheco Evaldt, Soraia Girardi Bauermann, Sabrina Castelo Branco Fuchs, Suzete Diesel, Rodrigo Rodrigues Cancelli

Resumo


A análise de formas atuais de grãos de pólen e esporos e sua posterior organização em uma coleção de referência foram realizadas com as espécies mais comuns de plantas do Vale do Rio Caí, sul do Brasil. Este procedimento objetiva o conhecimento dos aspectos morfológicos desses materiais, para facilitar as comparações com grãos dispersos em sedimentos do final do Cenozoico e propiciar reconstituições paleoecológicas e paleoclimáticas. Os grãos de pólen foram selecionados entre os que melhor representam as distintas formações vegetacionais presentes, Floresta Ombrófila Mista, Floresta Estacional Decidual, Floresta Estacional Semidecidual e Estepe (Campos) e receberam tratamento prévio com o método de acetólise. São apresentadas as medidas, a descrição e a ilustração das 93 formas identificadas, das quais 63 são inéditas para o Estado do Rio Grande do Sul, atestando a carência de dados e estudos polínicos regionais.

Palavras-chave: pólen, esporos, Quaternário, Vale do Rio Caí, sul do Brasil.

Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3628 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo