Assinaturas icnológicas da sucessão sedimentar Rio Bonito no bloco central da jazida carbonífera de Iruí, Cachoeira do Sul (RS)

Rosana Gandini, Renata G. Netto, Henrique P. Kern, Ernesto L.C. Lavina

Resumo


Icnofábricas de Chondrites, Chondrites-Helmintopsis-Planolites, Cylindrichnus-Thalassinoides, Helminthopsis, Macaronichnus, Ophiomorpha, Palaeophycus, Planolites, Thalassinoides, Thalassinoides-Palaeophycus e Thalassinoides-Palaeophycus-Helminthopsis foram reconhecidas em depósitos costeiros e marinhos rasos da sucessão sedimentar Rio Bonito, no bloco central da jazida carbonífera de Iruí (Cachoeira do Sul, RS). As associações de fácies de depósitos costeiros caracterizam-se pelo índice de bioturbação baixo, pelo tamanho reduzido das escavações e pela icnodiversidade baixa, enquanto nos depósitos marinhos rasos apresentam índice de bioturbação moderado a alto e maior icnodiversidade. O padrão de cada icnofábrica, sua distribuição estratigráfica e seus vínculos faciológicos permitiram reconhecer quatro assinaturas icnológicas principais, três delas indicativas de estresse por salinidade e uma substrato-controlada. As icnofábricas de Helmithopsis, Palapeophycus e Planolites sugerem o domínio de águas oligoalinas a doces. As icnofábricas de Thalassinoides-Palaeophycus e Cylindrichnus-Thalassinoides refl etem águas mesoalinas, e representam respectivamente, uma suíte de ambientes mais estáveis e com menor energia (suíte empobrecida de Icnofácies Cruziana) e uma suíte de ambiente com maior energia (suíte de icnofácies mista Skolithos-Cruziana). A icnofábrica Thalassinoides-Palaeophycus-Helminthopsis caracteriza uma suíte marinha rasa de Icnofácies Cruziana; o tamanho reduzido das escavações, contudo, sugere domínio de águas polialinas, e a ocorrência pontual das icnofábricas, a deposição em enseadas que mimetizariam as condições ambientais encontradas na zona de shoreface inferior/transição ao offshore. A icnofábrica de Thalassinoides é substrato-controlada e ocorre em contexto de Icnofácies Glossifungites, demarcando duas superfícies estratigráficas autogênicas e uma alogênica. A análise integrada e em alta resolução dos depósitos estudados, permitiu refinar as interpretações paleoambientais e estratigráficas para a sucessão sedimentar Rio Bonito na área de estudo. Figura Complementar 1. Figura Complementar 2.

Palavras-chave: icnologia, sedimentologia, icnofábricas, assinaturas icnológicas, depósitos costeiros.

Texto completo: PDF Fig. Comp. 1 Fig. Comp. 2



ISSN: 1983-3628 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo