Da pirâmide à espiral: a construção da notícia no radiojornalismo ao vivo

Luan José Vaz Chagas

Resumo


O presente artigo realiza uma análise do texto do radiojornalismo construído ao vivo na programação da CBN do Rio de Janeiro na noite do dia 17 de maio de 2017, após a divulgação do áudio da JBS envolvendo o presidente Michel Temer. O objetivo é realizar um estudo sobre a seleção e distribuição das fontes ao longo da programação e de que forma a informação foi construída no jornalismo de natureza substantiva. A hipótese é de que a linguagem textual e temática, no caso do rádio ao vivo, não segue um padrão como da pirâmide invertida, em pé, ou como a deitada no webjornalismo, mas num formato de espiral mudando de intensidade de acordo com a entrada de novas informações. Assim, a possibilidade de pluralidade e diversidade de vozes pode acontecer ao longo da programação, sem um padrão linear de construção da notícia.

Palavras-chave: Radiojornalismo. Fontes. Espiral. Pluralidade. Diversidade.


Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo