Uma análise do pensamento “industrialista” no Nuevo Cine Latinoamericano nas revistas de cinema latino-americanas (1969-1980)

Fabián Núñez

Resumo


Este artigo visa estudar as ideias do pensamento “industrialista” do Nuevo Cine Latinoamericano (NCL), a partir da análise de textos e entrevistas publicadas em revistas especializadas cinematográficas latino-americanas de 1969 a 1980. No seio do NCL, a virada das décadas 1960/70 é marcada pela querela entre o “cinema industrial” e o “cinema clandestino”. Podemos resumir essa querela como posições divergentes acerca da questão da indústria cinematográfica nacional. Afirmamos que a vertente do “cinema clandestino” é fortemente ressaltada na historiografia sobre o NCL, reproduzindo a recepção na época. Por isso, postulamos a necessidade de mais estudos e análises da vertente “industrialista” no interior do NCL. Os periódicos utilizados na pesquisa são Cine Cubano (Cuba), Hablemos de cine (Peru) e Cine al día (Venezuela).

Palavras-chave: cinema industrial, Nuevo Cine Latinoamericano (NCL), revistas de cinema.


Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues