Fica o que significa: história e memória de Telêmaco Borba (PR) e a produção de sentidos a partir do jornal O Tibagi

Ana Flávia Braun Vieira, Miguel Archanjo de Freitas Junior

Resumo


O presente trabalho objetiva investigar se as narrativas disseminadas pelo jornal O Tibagi (publicado em Monte Alegre, atual município de Telêmaco Borba – PR) produziram efeitos de sentido em relação à compreensão do histórico da localidade. Para tanto, foi realizada a análise de conteúdo temática nas edições especiais de aniversário do semanário entre os anos de 1948 e 1964 sob dois índices: autorreferência e heterorreferência, observando as estratégias utilizadas na produção emitida pelo periódico. Paralelamente, por meio da metodologia da História Oral, foram realizadas entrevistas com sujeitos que vivenciaram o contexto de publicação dos discursos de O Tibagi e, por meio de suas rememorações, foi possível observar a fragilidade em relação aos aspectos históricos relativos a Telêmaco Borba, evidenciando que a compreensão da história local se deu a partir das narrativas veiculadas no referido periódico. Acredita-se que os silêncios de O Tibagi para a formação de um discurso fundador tenham contribuído para tal, já que poucas foram as publicações sobre o passado anterior à chegada do empreendimento da família Klabin à localidade.

Palavras-chave: jornalismo regional, análise de conteúdo, história oral, Telêmaco Borba, jornal O Tibagi.


Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues