Cinema e literatura: um exemplo de como os modos de produção fílmica podem influenciar as questões da adaptação

Marcelo Gil Ikeda

Resumo


Este trabalho procura discutir as questões da adaptação fílmica, tensionando as relações entre cinema e literatura para além do mero comparativismo, que busca uma “fidelidade” como ponto central de uma teoria de adaptação. Procura-se apontar que, quando se transpõe um livro para o cinema, as questões da adaptação não se resumem somente às questões estéticas, ou próprias da transposição da linguagem literária para a cinematográfica, mas podem também sofrer a influência de seu modelo de produção enquanto processo econômico, através do circuito mercadológico em que essa obra cinematográfica circula, seus modos de produção, suas fontes de financiamento e seus públicos-alvo. Para tanto, comparamos três distintas adaptações fílmicas do livro Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll.

Palavras-chave: cinema e literatura, teoria da adaptação, Alice no País das Maravilhas.


Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122