CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA POESIA HAITIANA: INÍCIO DE UMA REFLEXÃO

Dieumettre Jean

Resumo


Em países que sofreram processos de colonização, como é o caso do Haiti, encontra-se nas produções literárias uma preponderância de temáticas ligadas à construção da identidade nacional. Partindo dessa premissa e fundamentando-se na análise dos poemas Macanda, de Herard Dumelse, e Hymne à la liberté de Antoine Dupré, o presente trabalho traça um percurso histórico sobre a poesia haitiana de 1804 a 1836 à luz da temática de construção da identidade nacional. O cotejo entre esses dois poemas à luz de questões identitárias demonstra que, na poesia haitiana desse período, processos de construção de uma identidade nacional se dão pela mistura do culto de amor pela pátria e, ao mesmo tempo, pelo culto de ódio para com o outro (considerado este como possível agressor). Observam-se também trajetos de resistência do “eu” poético fraturado que rastreava resquícios de suas lembranças traumáticas e abomináveis do sistema escravatura, esforços mais imediatos para construir uma sensibilidade nacional para e com um povo que não compartilhava muito em comum senão o ódio aos antigos agressores.

Palavras-chave


Identidade nacional; Literatura haitiana; Poesia; Macanda; Hymne à Liberté.

Texto completo: PDF



ISSN: 1806-9509 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122



Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo