AS RELAÇÕES SEMÂNTICO-LEXICAIS EM TEXTOS ESCRITOS POR GREGÓRIO DUVIVIER

Letícia Alvarenga De Paula, Juliana Bertucci Barbosa

Resumo


O processo de referenciação, como recurso linguístico que atua não só na progressão textual, mas também na orientação discursiva, configura-se como uma escolha estratégica do autor do texto. Partindo dessas considerações, o presente artigo propõe uma análise acerca do processo referencial nominal, realizado por anáforas, em crônicas de uma coluna opinativa, veiculadas no ano de 2015, na Folha de S. Paulo, escritas por Gregório Duvivier. Como aporte teórico, utilizamos os estudos de Koch (2004), Marcuschi (2008), Penna (2006), Roncarati, (2010) entre outros, numa análise que compreende o processo referencial como um trabalho criativo e estratégico que visa à construção do sentido e do viés irônico. Assim, nessa pesquisa, objetivamos analisar a constituição da cadeia referencial nominal dada pelas anáforas como recurso linguístico e discursivo empreendido estrategicamente pelo autor do texto com vistas à construção do sentido.


Palavras-chave


Linguística Textual; Referenciação; (Re)categorização; Coesão Lexical.

Texto completo: PDF



ISSN: 1806-9509 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122