A Natureza Lusitana em Poemas de Caeiro e Espanca

Éder Alves de Macedo

Resumo


Este ensaio pretende analisar aspectos que compõem a natureza em poemas do heterônimo de Fernando Pessoa, Alberto Caeiro, e de Florbela Espanca. Características da identidade portuguesa e como ela é expressa na visão de ambos os poetas serão levantadas. Para tanto, abordar-se-ão questões relativas às novas tendências poéticas que se formavam no fim do século XIX e início do século XX.


Palavras-chave


Natureza; Portugal; Modernismo; Poesia.

Texto completo: PDF



ISSN: 1806-9509 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122



Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo