SER E LINGUAGEM: ESTUDOS SOBRE UMA APRENDIZAGEM OU O LIVRO DOS PRAZERES DE CLARICE LISPECTOR

Luciana de Barros Ataide

Resumo


O presente artigo pretende fazer uma leitura da construção da Linguagem em Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres de Clarice Lispector a partir de uma abordagem acerca dos aspectos inerentes ao Ser como existência, essência, escolha, angústia, liberdade, dor; tais aspectos vistos sob o prisma schopenhauriano e freudiano. Isso porque a estratégia discursiva de Clarice, ao criar os personagens Loreley e Ulisses, envereda-se pelos caminhos do questionamento da realidade. Por essa via, formula-se uma nova qualidade de experiência envolvida na escrita, uma nova perspectiva pela qual a linguagem é concebida, já que para a escritora o mais importante que ficcionar um fato é praticar o autoconhecimento e o alargamento do conhecimento do mundo através do exercício da linguagem e do silêncio visto também como forma de expressão.

Palavras-chave


Ser. Linguagem. Existência. Dor. Silêncio.

Texto completo: PDF



ISSN: 1806-9509 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122