Mestrado profissional brasileiro: em busca da institucionalização plena

João Pedro Aparecido Vicente, Wenceslau Gonçalves Neto

Resumo


Neste texto, derivado de pesquisa bibliográfica e documental, com suporte teórico em representantes contemporâneos da Teoria das Instituições, busca-se retratar o processo de institucionalização do mestrado profissional brasileiro a partir de três marcos capitais no histórico do objeto: a regulamentação geral da pós-graduação, em 1965; a normatização específica para a modalidade profissional, em 1998; e a expansão numérica, com ampliação dos objetivos iniciais, consubstanciada na forma de cursos em rede nacional, a partir de 2011. Propõe-se que a resistência à modalidade profissional de pós-graduação stricto sensu não foi vencida, até o fim dos anos 2010, pelos mestrados profissionais isoladamente, tendo sido conveniente e necessária, a fim de que se atinja a legitimação plena desses cursos, a criação dos doutorados profissionais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/edu.2020.241.46



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
   


 
 
 
 
 
 
 
 
Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo