As estratégias dos egressos do Prouni em relação aos seus pais: o ensino superior como um momento de ruptura familiar

Ruy de Deus e Mello Neto

Resumo


Este artigo objetiva discutir as estratégias adotadas pelos egressos do ProUni ao vivenciar conflito geracional com seus pais em decorrência do inédito acesso ao ensino superior. Para tanto, tendo como aporte teórico a sociologia praxiológica de Pierre Bourdieu, analisou-se, em profundidade, 22 entrevistas realizadas com egressos do ProUni com bolsa integral no estado de Pernambuco. Os resultados apontam que (1) os entrevistados percebem sua trajetória relacionada a um histórico de desvantagem social que, por mérito próprio, rompeu com um provável insucesso escolar, sendo o ProUni apenas uma oportunidade externa de ruptura. Aponta--se também que (2), diante da incompatibilidade entre o mundo profissional e o de seus pais, eles adotam a estratégia de não conflito, adequando suas práticas e costumes às regras de cada espaço social, incluindo permitir aos pais a manutenção do papel de dominantes nas relações familiares.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/edu.2020.241.34



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
   


 
 
 
 
 
 
 
 
Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo