Discursos sobre a educação bilíngue para surdos: pesquisas e dados estatísticos nas relações de saber-poder-verdade que produzem essa educação

Ingrid Ertel Stürmer-Ingrassia

Resumo


Este estudo dialoga com autores que situam suas investigações no campo dos Estudos Surdos e Estudos Foucaultianos e objetiva questionar a produção de verdades sobre a educação bilíngue para surdos. Analisou-se os discursos produzidos em documentos trocados entre o Ministério da Educação (MEC) e o movimento surdo representado pela Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (FENEIS). Verifica-se argumentações que se pautam em dados estatísticos e pesquisas acadêmicas potencializando a produção e proliferação de diferentes verdades sobre a educação bilíngue para surdos. Nesses tensionamentos, os discursos do MEC procuram dar visibilidade à educação na escola comum, considerando-a um espaço potente para contemplar as diferenças. Os discursos que circulam no movimento surdo, marcam o direito linguístico como direito fundamental para que os surdos possam ter acesso à educação que consideram não ser possibilitada na escola comum.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/edu.2020.241.27



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo