(Des)colonização, interculturalidade crítica e escola indígena na contemporaneidade

Marta Coelho Castro Troquez, Adir Casaro Nascimento

Resumo


A partir de estudos do grupo Modernidade-Colonialidade, este trabalho,discute a educação escolar indígena no Brasil, situada num contexto de colonialidade.Faz uso de pesquisa qualitativa tipo estudo de caso para analisar a escola indígena nacontemporaneidade. Constata que os projetos de educação escolar para os povosindígenas foram marcados por práticas etnocêntricas e civilizatórias e orientados poruma lógica de poder colonial. A partir da Constituição Federal de 1988, a legislaçãoeducacional brasileira instituiu a possibilidade da educação diferenciada; contudo nãoocorreu uma transformação estrutural nas relações de saber e de poder para que adiferenciação almejada acontecesse; é necessário que as escolas indígenas trabalhemnuma perspectiva intercultural descolonizadora.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/edu.2020.241.15



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
   


 
 
 
 
 
 
 
 
Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo