Desvendando as pedagogias da creche: o que são práticas pedagógicas transmissivas em um berçário?

Andréa Costa Garcia, Mônica Appezzato Pinazza, Maria Carmen Silveira Barbosa

Resumo


Este artigo destaca a discussão presente no campo da educação infantil, em que se contrapõem, essencialmente, duas formas de pensar e fazer pedagogia, representadas, pelas perspectivas transmissivas e participativas (Oliveira-Formosinho). Se no contexto de educação de crianças maiores, os contrapontos entre os modos pedagógicos de transmissão e de participação ficam mais evidentes no cotidiano da educação infantil, no caso do berçário o mesmo não acontece. O estudo de caso realizado em uma turma de berçário de um Centro de Educação Infantil da rede pública do município de São Paulo, traz episódios do cotidiano, registrados em relatos escritos, vídeos e fotografias, com destaque às situações de relação de bebês e professoras. O que se pode considerar como posturas transmissivas na interação adulto-bebê? Como essas posturas revelam-se nas realizações dos bebês? Os registros das interações professoras-bebês fornecem indícios de processos educativos transmissivos revelados em diferentes práticas.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/edu.2020.241.08



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo