A atuação do educador-bacharel na perspectiva da ética da alteridade radical

Conceição de Maria Pinheiro Barros, Ana Maria Iorio Dias, José Célio Freire

Resumo


Este artigo tem como objetivo refletir sobre a ação do docente-bacharel como educador na perspectiva da ética da alteridade radical, teoria proposta por Emmanuel Lévinas. Metodologicamente, foi realizada uma pesquisa qualitativa e descritiva por meio da técnica de entrevista compreensiva, com a participação de 11 professores de uma Universidade Federal do Nordeste brasileiro. Foi desenvolvida a análise compreensiva do discurso. Os principais resultados denotam que foi possível encontrar manifestações da teoria levinasiana no desempenho do educador-bacharel, identificação de conceitos levinasianos e lacunas relacionadas à teoria na prática docente. A atuação do educador-bacharel valoriza o aluno espontaneamente. Existem manifestações e lacunas dessa filosofia na prática docente que precisam ser desenvolvidas teórica e empiricamente, a fim de apontar formas caminhos para a constituição do educador que abrace o Outro em sua total alteridade.

Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo