The promises of student talk: The Harvard public issues series and stuttering pedagogies

Nancy Lesko

Resumo


A ampliação das conversas estudantis nas escolas foi uma das múltiplas reformas dos anos 1960-1970 que se contrapunham à passividade e a falta de atenção nas escolas dos Estados Unidos. A série de questões públicas de Harvard (Oliver e Shaver, 1966) foi um currículo de “novos estudos sociais” que promoveu explicitamente a discussão em sala de aula. Por meio de uma análise detalhada desse currículo, examinarei a conversa estudantil como uma prática pedagógica desejada. Pretendo historicizar o foco dos educadores na conversa em sala de aula e utilizar críticas feministas e pós-coloniais dos supostos efeitos universais do diálogo entre os estudantes (por exemplo, Boler, 2006). Os materiais a serem examinados incluem os materiais curriculares de Questões Públicas e manuais de professores, bolsas secundárias do Harvard Public Issues Project (por exemplo, Bohan e Feinberg, s/d), discussões em sala de aula e minhas próprias lembranças de ensinar novos estudos sociais como professores iniciantes.

Palavras-chave: conversa de estudante, novo currículo de estudos sociais, objetos pedagógicos do desejo.


Texto completo: PDF (English)



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo