O desenvolvimento do pensamento crítico na educação: uma meta possível?

Guilherme Brambatti Guzzo, Valderez Marina do Rosário Lima

Resumo


O pensamento crítico, isto é, a capacidade e a disposição de avaliar proposições e de ser movido por boas razões, tem sido tradicionalmente considerado uma meta educacional. Estudos contemporâneos na área da psicologia, porém, questionam a ideia de que as pessoas sejam capazes de pensar criticamente ao sugerir que, em vez de se guiarem por razões, os sujeitos as usam primordialmente para poder justificar suas pré-concepções já estabelecidas. O presente artigo tem por objetivo apresentar e discutir as implicações dessas objeções ao pensamento crítico. Apesar de existirem boas razões para rejeitarmos a visão ingênua de que o pensamento crítico é um componente puramente racional da cognição humana, assumimos que ainda é possível, e necessário, defender a ideia de pensamento crítico e investir em seu desenvolvimento em escolas e universidades.

Palavras-chave: pensamento crítico, racionalidade, tipos de pensamento.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo