O tempo na educação pública: ensaio a partir do movimento “ocupa tudo”

Rosa Malena de Araújo Carvalho, Andreza Oliveira Berti

Resumo


Compreendendo que a indagação da escolarização como uma questão pública faz parte da responsabilidade docente, ensaiamos uma aproximação com o veiculado sobre o movimento ‘Ocupa Tudo’, objetivando identificar os desafios que esses estudantes colocam quando exercitamos gestos pedagógicos em consonância com a educação como direito, o conhecimento como bem público e a escola pública como bem comum. A estrutura do texto, consequência de uma metodologia marcada pela experiência, traz o que consideramos público, a escola como espaço de proteção e o que se constitui autoridade no trabalho docente. Na interlocução com Arendt, Larrosa, Masschelein e Simons, abordamos os impactos que o ‘Ocupa Tudo’ causou, no momento de nossa formação continuada, fora do Brasil. Nas conclusões, identificamos o protagonismo juvenil desse movimento e destacamos pistas para a contínua formação de gestos pedagógicos em concordância com uma educação pública que resista à mercantilização e à colonização do estudar.

Palavras-chave: escola pública, experiência, tempo escolar.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo