Parceria e governamentalidade: ferramentas para problematizar as relações socioeducacionais contemporâneas

Maria Cláudia Dal'Igna, Jamil Cabral Sierra

Resumo


Este artigo descreve e analisa as relações socioeducacionais contemporâneas, utilizando como ferramentas o conceito de governamentalidade, de Michel Foucault, e o conceito de parceria, tal como proposto por Dal’Igna (2011) e Sierra (2013). Para sustentar a análise, apresentamos parte dos resultados de duas pesquisas desenvolvidas no campo da Educação sobre as relações de parceria: a primeira, entre família e escola; a segunda, entre Estado e movimentos sociais. Os resultados mostram que essas relações de parceria se tornam fundamentais para maximizar o governamento dos sujeitos a um custo político e econômico mínimo. O que importa é investir na parceria, fazendo com que cada um – mulheres-mães de crianças com baixo desempenho escolar ou os sujeitos da diversidade sexual, por exemplo – assuma responsabilidades e conduza suas ações para promover mudanças sociais.

Palavras-chave: parceria, governamentalidade, educação.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo