O “novo paradigma da politecnia” na experiência do ensino médio politécnico no Rio Grande do Sul

Rosangela Fritsch, Rosemary Dore Heijmans

Resumo


Este artigo aborda a experiência do Ensino Médio Politécnico no Rio Grande do Sul, tendo como objetivo debater o “novo paradigma da politecnia” como fundamento e princípio orientador da política educacional do Governo Tarso Genro (2011-2014). Metodologicamente, apoia-se em pesquisa bibliográfica, revisão de literatura e entrevista em profundidade submetida a análise de conteúdo. Como resultados, afirmamos que as propostas da “escola nova” influenciaram os intelectuais socialistas e suas ideias pedagógicas chegaram à Rússia, onde foram muito difundidas, antes mesmo da revolução soviética. Ali, tais ideias sofreram algumas restrições, sendo tomadas pelas forças progressistas como parâmetro do debate sobre a renovação da escola em uma sociedade que lutava para construir o socialismo e desenvolver a indústria. Na implementação da política educacional no RS e na atuação das escolas, reproduzem- se dissonâncias e incompreensões sobre a dimensão conceitual da educação politécnica.

Palavras-chave: política educacional, ensino médio politécnico, politecnia.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues