A indústria cultural e a pedagogia midiática na (des)cristalização de conceitos docentes sobre a família “condomínio”

Isaias Batista de Oliveira Júnior

Resumo


O presente estudo foi desenvolvido com 20 alunas do curso de Pedagogia de uma Universidade Estadual do Paraná, em quatro encontros, nos quais ocorrem as seguintes atividades: debate do conceito prévio de família, leitura de um texto científico, aprofundamento de referenciais na rede mundial de computadores, projeção de três propagandas comerciais, que nortearam a elaboração de um texto coletivo utilizando o Google Drive, e criação de um blog pessoal no qual foi transposto o conceito de família adquirido após a intervenção. A proposta teve como objetivo compreender como a indústria cultural contribui para a formação do conceito de família. Os resultados obtidos foram tratados a partir da análise de conteúdos e na visão de exemplares, sob quatro vieses: clássica, prototípica, dos exemplares e teórica. Concluímos que o conceito de família das futuras professoras aponta para uma visão clássica, baseada em características definidoras. É necessário problematizar o conceito de famílias na contemporaneidade, para tanto, ela deve ser compreendida historicamente e analisada em suas especificidades nos processos de formação docente.

Palavras-chave: indústria cultural, formação de conceitos, famílias.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues