Problematizando “Toda forma de amor”: a visibilidade de grupos minoritários na publicidade de O Boticário

João Paulo Baliscei, Fernanda Amorim Accorsi, Teresa Kazuko Teruya

Resumo


A publicidade que convida ao consumo é a mesma que funciona como pedagogia cultural e reforça valores e saberes específicos, dentre eles, a ideia de amor romântico e a suposta supremacia da heterossexualidade. Neste artigo, examinamos a campanha do Dia dos/as Namorados/as, de 2015 da marca O Boticário sob a ótica dos Estudos Culturais, da Cultura Visual e dos Estudos de Gênero e nos perguntamos: quais as representações que O Boticário emite acerca de relacionamentos homossexuais? Verificamos que a publicidade associa romance e homossexualidade, bem como propicia o final feliz como algo democrático, em que pessoas de diferentes sexualidades desfrutam de seus produtos e não são vinculadas à ideia de desvio ou doença.

Palavras-chave: estudos culturais, pedagogias culturais, homossexualidade.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93022-000, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto gráfico: Jully Rodrigues