Livro didático de história, entre conteúdos e epistemologia

Geyso D. Germinari, Anderson Fagundes de Moura

Resumo


Este artigo propõe uma análise sobre a estrutura epistemológica dos conteúdos de livros didáticos de história (movimentos sociais) aprovados pelo Plano Nacional do Livro Didático (PNLD) de 2010 a partir da perspectiva teórico-metodológica desenhada pelo historiador e filosofo alemão Jörn Rüsen, quando discute a possibilidade da produção de um livro didático de história ideal. A pesquisa vincula-se aos estudos realizados no Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade Estadual do Centro-Oeste, cujas investigações preocupam-se com as relações entre epistemologia da História e o ensino de História na educação básica. Os resultados apontam para a potencialidade das narrativas históricas de livros didáticos para o campo de pesquisa em ensino de História, bem como indicam a relevância desses materiais didáticos no processo de ensino-aprendizagem de História.

Palavras-chave: livro didático, conteúdo, epistemologia da história.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues