A pesquisa como construção coletiva: olhares em trilhas para pensar a formação continuada de professores

Eduardo Antonio de Pontes Costa

Resumo


Este artigo se propõe a estabelecer algumas reflexões em torno das questões que dizem respeito às políticas de formação continuada de professores. A pesquisa tomou como analisador o contexto de uma escola da rede estadual de ensino. Buscando dar visibilidade às concepções que os professores têm sobre a formação em serviço, focalizou-se a análise dos dados, problematizando as experiências docentes frente às políticas cognitivas de formação nos diferentes modos de funcionamento no trabalho docente. As discussões teóricas e metodológicas estão fundamentadas nos estudos de René Lourau, Gilles Deleuze e Félix Guattari e Michel Foucault. Ao se reconhecer a importância desses autores como contribuições para o campo da educação, os dados foram tematizados e tensionados a partir dos lugares e dos saberes naturalizados, em suas condições sociais de produção, para se pensar outros modos de intervir na educação, em um cotidiano escolar sempre denso, diverso e singular.

Palavras-chave: formação continuada, políticas, pesquisa-intervenção, cartografia.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo