Os efeitos da ambivalência contemporânea no movimento social brasileiro: um estudo a partir das representações dos sem-terra em livros escolares

Andresa Silva da Costa Mutz

Resumo


O artigo apresenta uma amostra da investigação realizada durante pesquisa de mestrado, quando se procurava mapear os modos como múltiplos artefatos culturais ensinam “verdades” acerca dos sujeitos envolvidos com o Movimento Sem-Terra. Problematiza, em especial, os diferentes atributos relacionados à identidade dos sem-terra postos em circulação na escola pública por meio de um livro didático de História distribuído pelo Estado. Entre as ferramentas teórico-metodológicas utilizadas destacam-se as noções de representação, currículo e identidade, consideradas segundo o que por elas se entende na vertente pós-estruturalista dos Estudos Culturais em Educação. Os resultados obtidos apontam para o modo ambivalente como os sujeitos sem-terra foram representados na publicação escolar. O que permite discutir, ao final do artigo, a pertinência do movimento social em nossos dias e a complexidade da luta que os sem-terra ainda hoje se empenham em realizar.

Palavras-chave: currículo e identidade, ensino de História, Movimento Sem-Terra.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo