A relação trabalho/educação no desafio de superar o desemprego permanente

Conceição Paludo, Rita de Cássia Fraga Machado, Silvana Maria Gritti

Resumo


O presente trabalho se propõe a apresentar os resultados de uma pesquisa-ação realizada entre 2009 e 2011 junto ao Movimento dos Trabalhadores Desempregados (MTD), em cinco bairros da cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul. Seu objetivo é contribuir para que este Movimento avance no processo educativo e na organização de soluções mais efetivas para a questão da falta de trabalho. Para tanto, busca sustentação teórica em autores que discutem a relação trabalho/educação, tais como Marx, Fernandes, Frigotto, Antunes e Saviani. O aporte teórico do estudo compreende: (a) a categoria de capitalismo dependente e de desenvolvimento desigual e combinado; e (b) a relação trabalho/educação. Ao final do processo de análise das categorias que emergiram do estudo realizado, o indicativo é o de que o Movimento deveria fortalecer um processo de educação pelo trabalho e pela organização, com incidência junto do poder público, nos três âmbitos, para mudar o espaço e condições do lugar: moradia, saneamento e saúde e, fundamentalmente, a relação trabalho/educação. Essa teria que ser uma linha de atuação forte e permanente. A organização dos trabalhadores em cooperativas, associações e grupos de produção é essencial para a resistência ao grande problema do desemprego no Brasil.

Palavras-chave: trabalho-educação, movimento social, desemprego permanente.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo