Subjetividade e formação na perspectiva adorniana

Luciane Neuvald

Resumo


Este ensaio objetiva discutir os conceitos de subjetividade e formação na perspectiva adorniana, a qual, além de estabelecer uma relação de correspondência entre esses dois conceitos, entende que sua realização é comprometida pela indústria cultural que, em seus lugares, promove a heteronomia, a identificação e a conciliação entre a realidade e o conceito. Esses aspectos encontram respaldo nas novas tecnologias na medida em que elas contribuem para acentuar o formalismo e para promover experiências substitutivas. Com base nesse pressuposto, pretende-se, também, refletir sobre os impactos das novas tecnologias na subjetividade e na formação e sobre algumas formas de resistir à danificação de ambas. Trata-se de uma pesquisa teórica, fundamentada na literatura escrita por Theodor W. Adorno e pelos seguidores de suas ideias. A partir desses referenciais, as possibilidades de resistência à reificação do sujeito e da formação podem ser encontradas na arte e na experiência estética, uma vez que elas congregam razão e sensibilidade, conteúdo e forma, e permitem a experiência da não-identidade e do deslocamento.

Palavras-chave: Adorno, subjetividade, formação, estética.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo