Entre a instituição do consumo e a destituição docente: considerações em torno da crise do saber escolar no contemporâneo

Adriano Machado Oliveira

Resumo


O presente artigo tem por objetivo analisar as atuais vicissitudes que uma sociedade de consumidores faz incidir sobre a cultura escolar. Em particular, busca compreender de que modo uma sociedade organizada em torno da compra e descarte de mercadorias – e na qual vigora uma obsolescência intencional tanto dos objetos industriais como dos próprios estilos de vida divulgados pelos meios de comunicação de massa – pode afetar significativamente a relação dos sujeitos jovens e adolescentes com os saberes escolares. A partir de referenciais sociológicos e educacionais, dentre os quais se destacam as teorizações de Zygmunt Bauman acerca da sociedade contemporânea e suas intempéries, são aprofundadas reflexões que denotam a destituição do saber docente frente a adolescentes e jovens, em uma cultura na qual o passado perdeu sua autoridade e onde as informações assumem um status de conhecimento. O artigo apresenta como conclusão que no contexto societário vigente se tornam relevantes as iniciativas docentes que possam, junto com os alunos, debater e relativizar os marcos valorativos da sociedade de consumo, ao mesmo tempo em que coadunam seus saberes com os dilemas de uma cultura na qual todos nos encontramos imersos. 

Palavras-chave: jovens, adolescentes, sociedade de consumo, autoridade, saber docente.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo