Quem está olhando as crianças na escola?

Leila Mury Bergmann

Resumo


O artigo apresenta resultados de uma pesquisa que teve como foco o tema da vigilância como forma de controle de sujeitos sociais. Com base em material empírico composto por trechos transcritos de entrevistas informais realizadas com pais, professoras e diretoras de escolas da rede particular de ensino de educação infantil de Porto Alegre (RS), o estudo analisou as diferentes opiniões de atores sociais envolvidos na discussão desse procedimento: o controle sobre a individualidade de cada um. O suporte teórico da pesquisa encontra-se principalmente nos estudos de Zygmunt Bauman e Manuel Castells, assim como nas contribuições de Jurandir Freire Costa sobre ética e valores. Seu objetivo geral consistiu em compreender o avanço das mudanças tecnológicas no atual cenário de múltiplos desordenamentos em nossa sociedade neste início de século, o qual abre espaço para que se recorra à utilização desse tipo de sensor nas escolas, particularmente naquelas direcionadas ao público infantil. O estudo mostrou que o referido procedimento é fonte de grandes controvérsias.

 

Palavras-chave: educação infantil, câmeras de vídeo, escolas.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo