Reprodução social e resistência política na escola capitalista: um retorno às teorias reprodutivistas

Sidnei Ferreira de Vares

Resumo


O presente artigo tem por escopo discutir o conceito de reprodução social e cultural via escolarização, analisando suas reais potencialidades e contribuições para a construção de um discurso de resistência em educação. Almeja-se, a partir de um método comparativo, verificar a existência de conexões entre os paradigmas da reprodução e da resistência. Para isso, são apresentadas as principais características de ambos os conjuntos teóricos, algumas vezes confrontando-os, com o intuito de encontrar elementos teóricos comuns.

Palavras-chave: educação, reprodução social, reprodução cultural, consciência política.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo