Produzindo exclusão por conhecimento: uma análise do habitus do professor de Matemática

Maria Cristina Kessler

Resumo


O texto problematiza a questão da exclusão por conhecimento no âmbito da educação matemática. Parte da hipótese de que há uma estreita relação entre a produção desse processo de exclusão e a constituição da matemática enquanto campo de saber científico e enquanto campo de saber a ser ensinado. Campos estes que definem uma matriz, o habitus, na concepção de Bourdieu, o qual sustenta, por sua vez, um sistema de mensagens veiculado no processo de ensinar e aprender matemática, constituindo o que se denomina exclusão por conhecimento. A partir de estudo realizado apresenta a configuração do habitus do professor de matemática e a explicitação da relação deste habitus com o sistema de mensagens desenvolvido na sala de aula de matemática. O habitus sustentado no racional, no quantificável, na desvalorização dos elementos sensíveis, relaciona-se, de forma expressiva, com o código coleção e a pedagogia visível formulados por Basil Bernstein, presentes num determinado currículo de matemática. Estes elementos apontados no texto são problematizados no que diz respeito aos processos formativos no campo da educação matemática.

Palavras-chave: Matemática, exclusão por conhecimento, habitus, currículo.

Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo