As minorias alfabetizadas no final do período colonial e sua transição para o império: um estudo sobre a história social e educação no Brasil

Paulo Sergio Marchelli

Resumo


O artigo discute as repercussões na esfera social dos acontecimentos ocorridos na história da educação brasileira no período situado entre a expulsão da Ordem Jesuítica da Colônia e a publicação da Lei Saraiva no final do Período Imperial, essa última proibindo o voto dos analfabetos por vê-lo como um entrave para a consolidação do sistema parlamentar representativo. Recorre-se, como suporte metodológico, à historiografia da educação brasileira, bem como a estudos que fizeram a análise sociológica da população alfabetizada na Inglaterra nos séculos XVII a XIX. A pesquisa conclui pela pertinência de utilizar a análise de regressão dos dados históricos conhecidos, de 1872 para a frente, para estudar a composição demográfica do analfabetismo levantados os arquivos que contêm documentos a respeito do assunto, sendo os mesmos aqui apresentados.

Palavras-chave: história da Educação, história social, alfabetismo, analfabetismo, regressão histórica de indicadores.

Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo