O científico e o político na educação contemporânea

José Alberto Correia

Resumo


O presente texto analisa as relações que se produziram entre os discursos políticos e os discursos científicos em dois momentos históricos diferentes. O primeiro é um momento de consolidação e alargamento dos modernos sistemas educativos, que desempenharam um papel central na criação de condições simbólicas para a formulação de respostas seguras às questões centrais colocadas pela modernidade. Quanto ao segundo momento, ele corresponde a um contexto de desagregação das condições políticas e cognitivas que tinham assegurado a estabilidade das escolhas. Com particular ênfase nas décadas de 80 e 90, assistiu-se a uma desagregação das condições simbólicas, saldando-se no reconhecimento da diversidade das sociedades e na redução ao nível das escolhas dos futuros desejáveis. A instituição escolar, neste contexto, sofreu um processo de erosão particularmente intenso, tanto ao nível dos seus modos de funcionamento como ao nível dos futuros que ela anunciava. Finalmente chega-se a uma explicitação de alguns dos referenciais que poderão estruturar narrativas políticas e científicas em educação mais preocupadas com a restituição da complexidade do que com a sua simplificação.

Palavras-chave: discurso político, discurso científico, educação.

Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo