Autonomia docente no cotidiano da classe: pensar o próprio trabalho para fazer-se sujeito

Márcia Ondina Vieira Ferreira

Resumo


O artigo parte da idéia de que o ofício docente encontra-se desvalorizado pela sociedade, o que se expressa nas péssimas condições de trabalho e salário oferecidas aos docentes, tendo por contrapartida a desmotivação desses trabalhadores. Portanto, aborda dois aspectos principais: (1) uma sistematização da situação do trabalho do professorado, tratando do tema do mal-estar docente; e (2) possíveis formas para dar sentido à atividade realizada pelos docentes, especialmente na escola básica, recuperando a autonomia e superando o trabalho alienado. Para tanto, debruça-se sobre depoimentos de alunos de ensino médio sobre o que lhes agrada ou não na atividade de seus professores e professoras, argumentando que é necessário estabelecer novas relações com o saber, em conjunto com os alunos.

Palavras-chave: trabalho docente, mal-estar docente, ensino-aprendizagem, relação com o saber.

Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo