“A vida deles é uma matemática”: regimes de verdade sobre a educação matemática de adultos do campo

Gelsa Knijnik, Fernanda Wanderer

Resumo


Este trabalho apresenta resultados parciais de um projeto de pesquisa concebido com o objetivo de analisar os regimes de verdade sobre a educação matemática de jovens e adultos do campo, tendo como bases teóricas uma perspectiva pós-estruturalista - apoiada principalmente no pensamento de Michel Foucault - e o campo da Etnomatemática. O material de pesquisa examinado consiste em um conjunto de narrativas sobre a educação matemática produzidas por educadores do campo do sul do país, geradas em entrevistas que foram realizadas por estudantes de um Curso de Pedagogia vinculado ao movimento “Articulação por uma Educação do Campo”. A análise do material mostrou que os educadores identificam práticas de medir, contar, localizar, etc como parte de sua cultura, remetendo seus significados à matemática escolar na qual foram socializados. Os enunciados sugerem que há como que um apagamento das marcas que instituem as etnomatemáticas camponesas, indicando que os entrevistados foram capturados pelo “poder da racionalidade ocidental” (Walkerdine, 1995).

Palavras-chave: educação do campo, etnomatemática, currículo.

Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo