A democracia na América, de Alexis de Tocqueville: Uma leitura para a história da educação

Maria Helena Camara Bastos, Eduardo Arriada

Resumo


O século XIX inaugura os estudos comparados; Tocqueville foi um comparativista, situando-se nos diferentes níveis da realidade social – dos elementos micro ao macro, para integrá-los finalmente em uma relação global. É considerado um pioneiro e igualmente um clássico da sociologia comparada. Na área da educação e da história da educação, a obra de Tocqueville é significativa para os estudos de educação comparada. O estudo apresenta o autor e sua obra, e analisa alguns conceitos-chave para a compreensão da história da educação no século XIX. Isto é, para a consolidação de um projeto de educação pública – educação para todos, universal, gratuita, obrigatória, laica, em que o Estado assume o papel de educador, buscando governar os espíritos por palavras e formas, especialmente através da escola.

Palavras-chave: século XIX, instrução pública, educação comparada, história comparada da educação.

Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo