Os limites da democracia: quando a política (des)educa e a educação (des)politiza

Marcello Baquero, Rute Vivian Ângelo Baquero

Resumo


O papel do cidadão na arena política da América Latina é um dos temas que mais atenção tem recebido nos últimos anos. No entanto, o resultado dessas reflexões tem sido inversamente proporcional à real eficácia política das pessoas. Neste contexto, este artigo tem por objetivo examinar os dilemas da democracia contemporânea na América Latina, a partir de uma reflexão de natureza interdisciplinar que problematiza as relações entre educação e política e o papel que as mesmas assumem na equação da construção democrática nesta Região. A reflexão se apoia em autores da área da cultura política e da vertente crítica em educação. O artigo destaca a assimetria entre a democracia formal procedimental e a democracia na sua dimensão social e propõe o conceito de democracia inercial como uma alternativa para a compreensão do paradoxo democrático desta Região. Neste contexto, sinaliza para a importância de uma educação emancipatória como instrumento de fortalecimento democrático.

Palavras-chave: democracia, educação, cidadania, América Latina.

Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo