As trilhas da escrita mediando aprendizagens na formação continuada de alfabetizadoras de escola do campo

Benedita de Almeida, Elsa Garrido

Resumo


No Brasil, a universidade exerce importante papel na formação continuada de professores, em vista dos baixos desempenhos de estudantes, principalmente nas áreas rurais e periferias das cidades. Neste texto, discute-se o papel da escrita na formação continuada de professoras alfabetizadoras, apresentando experiência desenvolvida por pesquisa universitária com uma escola do campo do sudoeste do Paraná, Brasil. A formação foi conduzida mediante a realização de registros escritos pelas  professoras e articulada à cultura dos sujeitos. Fundamentaram a experiência e sua análise a teoria enunciativa e histórico-cultural da linguagem e a concepção de escrita como atividade produtora. Tomada como instrumento e objeto de pesquisa, a escrita das professoras revelou-se mobilizadora da transformação de concepções e práticas de alfabetização, destacando-se como potencial para produzir autonomia e implicá-las na constituição de conhecimentos sobre a prática pedagógica. O estudo evidenciou a importância da escrita para a melhoria das práticas das professoras, o desenvolvimento de estratégias para superar as dificuldades do processo de ensino e para a compreensão dos aspectos sociais e políticos que enleiam as práticas escolares.

Palavras-chave: formação de professores, escrita, alfabetização, cultura.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo