Habermas e a clonagem humana

Charles Feldhaus

Resumo


Habermas, herdeiro da escola de Frankfurt e defensor da ética discursiva, tem feito considerações acerca da biotecnologia moderna e suas aplicações, particularmente àquelas voltadas para a medicina. O presente estudo buscará reconstruir a posição de Habermas, traçando paralelos com a noção de “falácia naturalista” mooreana e com as considerações de Nagel em Ethics without Biology a respeito da especificidade da reflexão moral. Além disso, serão tecidas algumas considerações críticas acerca da pertinência dos argumentos e das pressuposições habermasianas nesses argumentos contra a clonagem humana.

Palavras-chave


clonagem humana, falácia naturalista, bioética

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122