O “contágio” de Nietzsche em Habermas

Herbert Barucci Ravagnini

Resumo


O presente texto faz alguns apontamentos sobre a relação entre Nietzsche e Habermas. Tal relação se concretiza em três momentos nos quais o pensador da razão comunicativa se debruça especificamente sobre o pensamento de Nietzsche. Considera-se, como uma proposta basilar e em formação, o questionamento habermasiano como, por um lado, produtivo no sentido de trazer ante a face do texto nietzscheano a complexidade da fundamentação filosófica baseada nos desdobramentos admissíveis da contemporânea filosofia da linguagem, e, por outro lado, não inteiramente fecundo no que concerne a uma possível investigação do texto nietzscheano em direção ao esboço de bases comunicativas implícitas nas entrelinhas das relações de poder. Desta forma poder-se-á delinear, como conclusão, a pertinência de um projeto filosófico que busque desvendar a interação comunicativa não nos termos exclusivos de uma teoria da linguagem, mas também em relação à “corporeidade” da experiência.

Palavras-chave


Nietzsche; Habermas; Poder; Comunicação; Linguagem

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122